Estamos retornando as áreas de exames de direção, onde temos a oportunidade de ter contato direto com o profissional, esclarecendo suas dúvidas e orientando-o em como ter uma relação amistosa com seu empregador.

Estivemos sexta passada, dia 18/01, na Praia da Brisa, e ali revemos antigos companheiros e também novos. Tivemos a oportunidade de constatar as dificuldades que nossos profissionais compartilham com os candidatos e também os examinadores. A precariedade do local, a exposição solar, o cheiro, ruim, vindo das águas poluídas ali próximas, fazem com que o tempo parece não caminhar e todos ficam cansados e exaustados. No local, há um pequeno comércio que ameniza a estadia de todos, com um espaço que oferece alimentos, refrigerantes, água, que por sinal muito caros na minha opinião, e como não tem nem água oferecida pela Autoescola e tão pouco o Estado, Detran, nossos profissionais tem que comprar água, que custa em média R$ 3,00 a garrafinha de 500 ml.

Precisamos rever nossa estrutura de trabalho, nossos recursos e outras situações relacionadas ao desempenho da nossa atividade. Percebemos que alguns profissionais se deslocam mais de 80 km para chegar até o local da prova e muitos nem recebem, por hora aula, como sempre estipulou nossas Convenções Coletivas de Trabalho.

Na próxima semana estaremos em outra área e assim por diante até completarmos todo Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *